ANTOLOGIA ISOPORZINHO-ARRASTÃO

Um conhecido jornal golpista amanheceu com a notícia “Guarda Municipal planeja revistar ônibus que vão para orla”. Sabemos quem será revistada: essa gente que, por aqui, na longa noite dos 500 anos, é condenada de antemão como marginal.

Nos anos 1990 ficou famosa a tal da “onda de arrastões”, que teriam “justificado” uma série de medidas “preventivas” (leia-se: proibitivas) para gentrificar a Zona Sul. Sabemos também que não é só o governo: toda uma aristocracia mesquinha tem lutado para manter a população favelada longe das praias e dos bairros ricos.

A OEP saúda a Antologia Isoporzinho-Arrastão, os rolezinhos, as práticas de justa ocupação do espaço por todo e qualquer cidadão, e repudia, ontem como hoje, as medidas civil-militares que querem criar cordões de isolamento entre as pessoas.

http://isoporzinho-arrastao.tumblr.com/
http://isoporzinho-arrastao.tumblr.com/
http://isoporzinho-arrastao.tumblr.com/

‘Um espectro ronda a praia de Ipanema, o espectro do ARRASTÃO! (…) NÃO É SÓ PELO BRONZEADO! MANTENHA A AREIA, A MAROLA, A BRISA E AS MATRACAS LIVRES!!!’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s