André Chenet

NOTA DOMINICAL | Marimbondo sem ferrão presta pra nada? | Sobre “A vida dos poetas” de André Chenet

por Heyk Pimenta

Estou com uma toalha verde na cabeça. Era da minha ex. Coisas que herdamos. Há anos uma hóspede portuguesa resolveu descolorir alguma coisa e manchou a toalha junto. Um círculo amarelado numa das pontas. Há uma semana minha mãe veio nos visitar. Usou a mesma toalha, que já é bem mais fina.

No sábado estava no Pedro II, onde dou aula. Num intervalo da reunião de pais, li uma tradução que o Leo Gonçalves fez de “A vida dos poetas (improviso)”, um poema do André Chenet. Foi a Modo de Usar que publicou.

O poema é uma espécie de etnografia em torno dos poetas. Começa e termina dizendo que poesia não traz felicidade, sim, é desses poemas que queremos desdobrar e sentimos que a melhor forma de falar sobre ele é colando o maldito aqui dentro desse texto. http://revistamododeusar.blogspot.com.br/2016/07/andre-chenet.html. Pronto. Colado.

(mais…)