Heyk Pimenta

PEQUENA CRÍTICA | BORDADOS SÃO MELHORES DO QUE SELOS?

por Heyk Pimenta

(Resenha do livro Da arte das Armadilhas, de Ana Martins Marques, Companhia das Letras, 2011.)

Todos nós já fomos presas das armadilhas do amor, e mais vezes ainda fomos presas das armadilhas da linguagem (as de amor, conhecemo-las de cor). Quantas vezes nos enganamos sobre o sentido de uma palavra, e mais tarde, mais crescidos, nos enganamos com o sentido de uma conversa inteira? E para aqueles que “lambem as palavras e se alucinam”,  quantas vezes fomos totalmente seduzidos, apreendidos por algo lido ou ouvido, em qualquer idade, e essas palavras se revelaram para nós como uma porta que continha um mundo inteiro para se passear? Enfim, somos experientes presas fáceis às armadilhas do amor e da linguagem, mas teriam elas algo em comum? Essa é a pergunta que faz Ana Martins Marques em Da arte das armadilhas, publicado em 2011 pela Companhia das Letras.

(mais…)