José Amoras

projetos | caravana almanaque 4

por José Amoras

Splash, squesh, hoó… e o café caiu, enchendo o notebook. Os dois protagonistas se levantaram, lamentando. Tratei de virar o teclado. Assim esperávamos que funcionaria novamente. Era mais um dia na residência de poesia. A conversa seguiu. Discutíamos sobre textos do almanaque para publicação em breve. Clareira aberta pelo Centro de Arte Hélio Oiticica. O Zoé lembrou de algumas coisas com o café. Já está quase andando. Pelo jeito vai ser orador também.
No começo do trabalho somos todos Zoé. (mais…)